Cor e contraste: dicas de materiais para escolares com baixa visão

21/05/2020 1 Por Maria Amélia M. Franco
Cor e contraste: dicas de materiais para escolares com baixa visão

Quais as melhores soluções de cor e contraste para a escolha de lápis de cor, lápis de escrever, borracha e folhas pautadas? Vamos falar de dicas práticas no dia a dia da criança com baixa visão em fase escolar!

Antes de tudo, o que já está virando um mantra aqui no blog: você já sabe, “cada caso é um caso”. Podemos falar de possibilidades, mas a realidade é de cada um.

Penso que nunca é exagero partir do básico quando o assunto é baixa visão. Por mais que a criança pareça adaptada à sua condição e demonstre autonomia e independência, considere esses 5 itens para oferecer mais qualidade visual e perceptiva:

  • cores fortes e contraste
  • redução da complexidade (sem elementos demais, sem poluição visual)
  • iluminação adequada e redução do ofuscamento
  • textura, formato e toque para diferenciar
  • segurança e organização

Já falei disso por aqui na publicação  sobre a “criança com baixa visão em casa”. Agora, o enfoque é cores e contraste para colorir e escrever!

Criamos pautas com capa para download

São 15 variações, em formato retrato e paisagem. Veja o post até o final!

baixo contraste e redução de nitidez
Down’s Syndrome Association

Mais cor, por favor!

Então, falando de cor e contraste, esses dias acompanhei as postagens do @odiariodelulu e conversamos ali com as mamães de crianças com baixa visão sobre testes de cor com marcas e tipos de lápis de cor.

teste de cor e contraste com lápis de cor e grafite

“Aqui temos um comparativo de 2 marcas de lápis de cor. O primeiro é da @faber_castell_br e o segundo é tão ruinzinho que nem o nome tem no lápis. Como não tem mais a caixa eu nem lembro mais a marca. Mas percebam que a diferença das cores é bem grande. Pessoalmente é maior ainda. Eu não usei nenhum tipo de filtro na foto, porém, as cores ficaram mais vivas na foto do que pessoalmente. Eu não esperava que seria uma diferença tão grande. Talvez para uma criança de visão normal, não seja tão ruim usar um lápis assim, mais claro. Porém a pessoa com baixa visão ou visão subnormal, precisa de cores mais vivas. Multipliquem essas dicas para quem precisa. ”

Vamos lá às top dicas minhas e que recebi para você testar:

• Lápis de cor comum da Faber Castell e Maped. Falaram da marca BIC, mas pelo que vi não se equipara ao da Faber e da Maped (e da Norma, que citarei adiante). Da BIC, só ouvi bons comentários da caixa de duos Bicolor. 

• Lápis aquarelável da Faber Castell – tem o tom mais intenso e mais macio que o lápis comum, mas a ponta acaba rápido, precisa apontar mais. Já usei marca mais barata (nem lembro o nome) quando comecei a desenhar e pintar tampão ocular. Lembro que logo os doei e fui comprar a da Faber Castell, que me agradou e nem tentei marcas mais caras. 

• Giz de cera em gel da marca Norma (giz de cera tem uma tonalidade mais forte, mas para pintura em detalhes não sei…. mesmo os de pontas mais finas não me agradam.

Detalhes importantes

O núcleo do lápis de cor é chamado de mina (o miolinho colorido do lápis). Os de mina macia e mais grossas colorem melhor, pois a pigmentação sai mais fácil no papel, com menor pressão. Se por um lado é importante desenvolver a pinça e a força da pressão das crianças pré-escolares, é preciso considerar que na baixa visão o enfoque é fazer a cor aparecer. Deixemos essas habilidades motoras finas para serem desenvolvidas de outras formas. 

Quanto ao formato, você encontra os redondos, hexagonais e triangulares. O aspecto que quero comentar não é tanto a pegada no lápis, porém evitar que eles rolem fácil e desapareçam do campo de visão da criança. Ou caiam facilmente e ela precise ainda localizar ele no chão. Então, os redondos não!

Então considerando isso tudo, fui investigar mais. Vi algumas resenhas em vlogs de desenhistas profissionais e amadores dos viciantes livros de colorir, à moda do Jardim Secreto.
Lá vai os que consideraria testar aí, com valores na média, sem medo de errar: 

• Lápis de cor tradicional, da Faber Castell
• Color’PEPS, da Maped
• Color Dream, da Molin
• Triangular, da Norma

Ah… fugindo do básico, eu também gostei da paleta de neon para obter cores mais vibrantes.

cor-contraste-bv-lapis-de-cor

 Contudo, meu voto final fica para o aquarelável (da Faber Castell ou de outras marcas) para um resultado de cor mais intenso, com menos força.

lápis de cor comum x aquarelável

Eu e uma amiga do coração aceitamos o desafio do ilustrador curitibano @MarceloBittencourt para desestressar colorindo na quarentena do Covid-19. Ela me mandou seu desenho feito com lápis de cor comum e, beeeem depois, eu mostrei a ela como ficou o meu, que foi quase todo feito com lápis de cor aquarelável. 
Os dois estão lindos, retratando o verde e o transporte público de Curitiba! Mas a cor do meu está mais intensa, não é mesmo?

Contraste na escrita

Aqui vou direto ao ponto! Lápis superior a 4B. O contraste fica bem prejudicado nas numerações menores, independentemente da marca.  Eu sugiro de cara o 6B ou 8B. Há crianças que logo optam pela caneta esferográfica preta mesmo e apagam com fita corretiva (algo a se pensar se for preciso). Mas testa aí, cada caso é um caso…

O pepino maior é como apagar sem ficar aquele borrão, que piora o contraste na folha. Lembrando que as crianças menores apertam mais o lápis no papel e têm menos jeito e força para apagar, deixando um rastro… 

Eu já testei borrachas variadas e vi várias resenhas para ver se batia com a minha percepção. Eu particularmente gostei da PENTEL Hi-Polymer Soft e da STAEDTLER Mars Plastic. Esta é mais cara e usada por desenhistas profissionais. Achei que ambas apagam bem, minha irmã testou e ficou em dúvida entre as duas. Eu também! 

A Deusa do @odiariodelulu testou uma que não encontrei aqui e ela indica: a borracha Art Pastel da TRIS. Ela fez até vídeo.      

Atenção! Não foque na marca, mas no modelo específico da marca específica, porque muda tudo. 

As marcas e modelos que citei acima não têm cores contrastantes. Existem algumas que são pretas, mas não são do mesmo material. A minha dica seria marcar a borracha com fita isolante. Fixou bem a que testei aqui.

A escolha da borracha não é tudo

Guarde a borracha em um potinho separado para sujar menos (os fabricantes indicam local seco e arejado). Também ensine a criança a limpar a borracha em um pedaço de folha branca. Talvez deixar colado na contra capa do caderno um papel para esse fim.

E, principalmente, a começar a apagar do espaço em branco da folha para dentro do escrito, evitando o vai e vem sobre o grafite, que só borra. Então, dá aquela levantadinha e volta, geralmente girando um pouco a borracha (mas isso não é simples de ensinar).

Contraste e espaçamento na pauta

É bem comum ver dicas de reforçar as pautas dos cadernos com caneta esferográfica preta, linha após linha, ou pulando linha para ampliar a distância entre as pautas.

Eu particularmente acho as folhas de alguns cadernos comuns muito finas e ao usar lápis 6B-8B o tom passa para o outro lado da página.

Então eu resolvi criar 15 diferentes tipos de pautas para você, em formato retrato e paisagem, clean e sem as margens. Já ouvi pais que me disseram ser interessante escrever em formato paisagem, pois cabem mais palavras e a leitura fica mais fluida. Se gostou, acessa na loja do blog todas as informações! 

O que busquei foi a flexibilidade para você testar e decidir o que da certo aí!

Criamos pautas com capa para download

São 15 variações em A4, nos formatos meia-pauta, retrato e paisagem e pauta quadriculada. Tem ainda 7 opções de capas nos formatos paisagem e retrato.

Entretanto, sempre existe uma perspectiva muito pessoal. Por vezes, muito bem intencionados, determinamos adaptações que nem sempre são necessárias. É preciso testar, perceber o que a criança precisa!

Mas prefiro pecar pelo excesso… Por isso, continuemos buscando melhorar o contraste e a intensidade das cores para as crianças com baixa visão. O que você já testou, comparou? Compartilha aqui nos comentários, ou marca @visaonainfancia que eu ajudo a compartilhar e registrar isso aqui no blog. Assim podemos ajudar a quem ainda está aprendendo sobre a baixa visão na prática. Conto com você!

Una-se a nós, por um novo olhar sobre o desenvolvimento e a aprendizagem da criança.

Faça como milhares de pais e profissionais que já recebem grátis
nossas publicações. cuidE da visão na infância e compartilhE O que aprende !

 | Nossos emails são esporádicos e não lotam sua caixa de mensagens. |



Compartilhe e ajude-nos a cuidar da visão na infância!